Alfabeto Manual

Quem criou a língua de sinais dos surdos ?

Em 1966, o médico americano Orin Cornett deu uma importante contribuição a essa língua, unindo a utilização dos sinais com a leitura labial.

Foi o abade francês Charles-Michel. Na metade do século XVIII, ele desenvolveu um sistema de sinais para alfabetizar crianças surdas que serviu de base para o método usado até hoje.

Na época, as crianças com deficiências auditivas e na fala não eram alfabetizadas. O abade fundou, em 1755, a primeira escola para surdos, ensinando o alfabeto a seus alunos com gestos manuais descrevendo letra por letra. Esse método foi, então, aperfeiçoado ao longo dos séculos nos vários países onde foi adotado.

“Em 1856, o conde francês Ernest Huet, que era surdo, trouxe ao Brasil a língua de sinais francesa”, afirma Moisés Gazale, diretor da Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos (Feneis), no Rio de Janeiro.Essa globalização do sistema foi facilitada pelo fato de os sinais também representarem – além das letras – – conceitos como fome ou sono, permitindo a comunicação entre pessoas de diferentes nacionalidades.

fonte : https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quem-criou-a-linguagem-de-sinais-para-surdos

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.